sexta-feira, 7 de janeiro de 2011

Às vezes fico parado olhando o horizonte, vendo o sol se pôr e fico lembrando de você, não consigo evitar. Me custa acreditar que você se foi e pior do que ter ido você nunca mais vai voltar. È, da um aperto, sabe? Sabe aquela vontade de chorar? Aquela sensação de inutilidade por não ter conseguido te salvar? Sabe aquela vontade de dizer “Eu te amo”, mas não poder dizer por que a pessoa pra quem falaria não está mais aqui? Não sei se consigo superar essa dor. Não sei se consigo perdoar Deus por ter levado você de mim. Foram tanto planos, tantos sonhos. Em um piscar de olhos, perdidos. Mas aqui estou eu seguindo em frente, só com as lembranças desse amor, tentando viver cada dia, e saiba que a pior parte é quando vou dormir, porque você não está aqui para eu te abraçar e dizer boa noite e quando acordo então? Preferia ficar na cama pra não ter que encarar mais um dia sem você."

Nenhum comentário:

Postar um comentário